Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Governo de Minas Gerais produz cartilha e cartaz sobre prevenção de doenças nos rebanhos

cartilha_gado

O Governo de Minas Gerais produziu duas importantes peças de comunicação em apoio aos produtores rurais com orientações para o manejo correto dos rebanhos. As peças – cartaz e cartilha – foram produzidas pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) por meio do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgão responsável pela defesa agropecuária no estado.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O secretário de Agricultura de Minas João Cruz Reis Filho considera a produção do material um avanço que vai nortear as ações de defesa sanitária em Minas.

“Além de ser um material de alta qualidade e de conteúdo específico e bem direcionado, ele disponibiliza informações para o produtor que pode fazer um planejamento durante o ano de toda vacinação e medidas preventivas garantindo, assim, mais segurança para ele e a população”, diz o secretário.

O diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães, argumenta que as duas peças foram criadas com o objetivo de orientar e dar subsídio aos produtores para que estejam sempre atentos, no seu dia a dia, às medidas preventivas em relação à saúde dos rebanhos, o que garante a oferta de produtos de qualidade e com segurança alimentar para a população.

“Esse material de apoio aos produtores se justifica uma vez que eles também são responsáveis pelas ações de defesa agropecuária que, na prática, começam dentro da fazenda. O IMA orienta, esclarece dúvidas e fiscaliza, mas a participação dos criadores é fundamental para que tenhamos uma defesa sanitária de qualidade”, pondera.

Magalhães ressalta a importância do material lembrando que as ações de defesa sanitária são fundamentais para o agronegócio, especialmente para as exportações mineiras e brasileiras. Ele lembra que Minas Gerais possui status de área livre de febre aftosa com vacinação e de peste suína clássica, respectivamente para bovinos e suínos, ambos obtidas junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

“Essa condição permite a venda dos produtos da bovino e da suinocultura de Minas no mercado internacional” argumenta, lembrando que de janeiro a outubro deste ano Minas Gerais exportou o equivalente a US$ 641 milhões no conjunto de carnes em geral, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Outro indicador importante lembrado pelo diretor-geral do IMA é a liderança mineira na produção nacional de leite, com 9,1 bilhões de litros/ano.

Cartilhas
O gerente de Educação Sanitária e Apoio à Agroindústria Familiar do IMA, Gilson de Assis Sales, explica que a “Cartilha de Apoio à Saúde Agropecuária” traz informações detalhadas sobre as principais doenças que podem acometer o gado, como febre aftosa, brucelose, tuberculose, doença da vaca louca e raiva.

No caso das aves e suínos, o material aborda doenças como influenza aviária e peste suína clássica, enquanto no caso dos equídeos aborda o mormo e anemia infecciosa equina.

Gilson Sales esclarece que a distribuição das cartilhas para os produtores rurais será feita nas ações e eventos de educação sanitária realizados pelo IMA e entidades parceiras ao longo do ano, como seminários, dias de campo e palestras, entre outros.

A publicação possui 20 páginas, com texto e ilustrações cujo conteúdo foi produzido pelos médicos veterinários do IMA. O gerente de Defesa Animal do IMA, Guilherme Negro, ressalta que a cartilha detalha os sinais clínicos que podem alertar o produtor para um animal doente, as ações a serem adotadas pelos criadores em caso de confirmação de animal infectado e os cuidados que devem ser tomados pelos produtores, trabalhadores rurais e tratadores no manejo dos animais.

“É importante frisar que a cartilha explica para os produtores os casos em que é obrigatória a notificação da suspeita de animal doente ao IMA para que o Instituto adote as medidas adequadas a cada caso”, diz Negro.

Cartazes
Os cartazes trazem de forma bastante clara as informações sobre as três vacinas obrigatórias e respectivas datas em que devem ser aplicadas pelos produtores rurais contra a febre aftosa (em bovinos e bubalinos), contra a brucelose (em bezerras bovinas com idade entre três e oito meses) e contra a raiva (em bovinos, búfalos, equídeos, caprinos e ovinos).

Os cartazes serão afixados em locais com grande circulação de produtores rurais, como as unidades do IMA em todo o estado (20 coordenadorias regionais e 208 escritórios seccionais), lojas de revenda de produtos veterinários, sindicatos, associações, cooperativas, escolas de agronegócio, prefeituras e secretarias municipais de agricultura e nos eventos com produtores, entre outros. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm