Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

Aumento do salário mínimo não agrada e reajustes para políticos revoltam trabalhadores


No dia 30 de dezembro de 2016 o Governo Federal publicou um decreto atualizando o valor do salário mínimo de R$ 880,00 para R$ 937,00. O aumento chega a 6,47% e passou a valer a partir do dia 1º janeiro.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O novo salário mínimo terá um reajuste de R$ 57,00, mas ficou R$ 8,80 abaixo do valor proposto em agosto do ano passado. A expectativa era de que o valor chegasse a casa dos R$ 945,80.

O grande problema são os reflexos que o reajuste gera em toda a cadeia produtiva, aumentando os direitos trabalhistas que são pagos pelas empresas. Essa elevação de custos em tempos de crise gera ainda mais dificuldades.

Muito para quem paga e pouco para quem recebe. Esta é a tônica do salário mínimo no Brasil. Para milhares de pais de família o valor não é o suficiente para garantir uma vida digna em um sistema extremamente capitalista.

A reportagem do Portal GRNEWS foi às ruas de Pará de Minas para saber a opinião da população em relação ao reajuste. A grande maioria usou a mesma linha de raciocínio e o clima é de revolta, especialmente com a classe política.

O segurança Luiz Carlos da Silva disse que é uma grande brincadeira o que fazem com o povo brasileiro. Enquanto os governantes reajustam os altos salários deles os trabalhadores recebem muito pouco:

Luiz Carlos da Silva
luizcarlos_slr

Para Tatiana Santos de Almeida o valor do salário mínimo é uma verdadeira pouca vergonha. Quando é anunciado o aumento para o trabalhador o custo de vida também é elevado pela alta de produtos e serviços:

Tatiana Santos de Almeida
tatianasantos_slr

O motorista de carreta Warlei Moura também acha que o salário mínimo é muito pouco para sobreviver. Ele afirma que muitas pessoas passam por sérias dificuldades financeiras por causa do baixo valor que recebe:

Warlei Moura
warleimoura_slr

Para calcular o reajuste do salário mínimo a equipe técnica do governo soma a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior ao resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm