Banner Águas de Pará de Minas   Banner Fapam

Sedese trabalha na modernização das unidades do Sine

agencia_sine020616

Já está em funcionamento, em Minas Gerais, em 12 agências coordenadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), um sistema que garante mais agilidade nos serviços prestados pelos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) no estado. O software SGA (Sistema de Gerenciamento do Atendimento), desenvolvido pela Dataprev, organiza a fila dos principais serviços ofertados nas unidades, como habilitação para Seguro Desemprego, Intermediação da Mão de Obra e emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Livre e gratuito, o software também seleciona as prioridades no atendimento como idosos, gestantes, lactantes, pessoas com criança de colo e atendimento agendado. “Outra vantagem do SGA é gerar estatísticas e dados em tempo real, com informações sobre o total de pessoas atendidas nas unidades por serviço e tempo médio de atendimento”, explica o diretor de Desenvolvimento de Políticas para Inclusão ao Emprego da Sedese, Emanuel Marra.

Os dados ficam disponibilizados em uma sala de situação instalada na subsecretaria de Trabalho de Trabalho e Emprego da Sedese, na Cidade Administrativa.

Agilidade e organização
Na Unidade de Atendimento ao Trabalhador (UAT), no bairro Gameleira em Belo Horizonte, o SGA facilitou o processo de direcionamento dos serviços. A maior demanda na unidade é em relação ao Seguro Desemprego.

“Para nós foi um bom sistema, porque a maioria das pessoas chega aqui a procura de emprego, além da intermediação da mão de obra, a gente encaminha o trabalhador para outros serviços, como o núcleo empreendedor, por exemplo, ou a emissão de uma nova Carteira de Trabalho. Deu mais agilidade”, avalia a coordenadora interina do Sine na UAT, Fernanda Lopes de Carvalho.

Mariana, no território Metropolitano, foi a segunda unidade a receber o software. Antes, de acordo com o coordenador, Gustavo Junior Ribeiro, o atendimento era manual.

“Esse sistema caiu como uma luva, daria nota 10. Ele permite controlar melhor o atendimento e organizar a fila. Outra facilidade, apontada pelo coordenador é a senha intrasferível. “É no CPF da pessoa, tudo é online, acho que poderiam constar dados sobre o PIS e o nome completo, ficaria ideal”, acrescenta Gustavo.

A unidade de Mariana conta com sete guichês, onde são realizados, em média, de 250 a 300 atendimentos diários. O trabalho de captação ativa é um dos destaques no Sine do município. “Aproximamos das grandes empresas da cidade e conseguimos captar mais de 3.800 vagas de trabalho neste ano”, conta o coordenador.

Em Igarapé, também na região metropolitana, o SGA foi implantado em agosto na nova unidade do Sine, localizada no centro da cidade. A unidade emite cerca de 40 Carteiras de Trabalho por semana, conforme a coordenadora Marisa Aparecida Antunes Alves, no cargo desde fevereiro 2015.

“A gente faz o atendimento e a triagem no próprio sistema, facilitou muito porque antes não tinha senha e tínhamos que acompanhar se a ordem de chegada estava sendo seguida corretamente. O SGA deu mais credibilidade na sequência do atendimento, que ficou bem mais rápido e organizado”, avalia.

Plano de expansão
Até o momento, o software foi instalado nas unidades do Sine de Arcos, Mariana, Igarapé, Montes Claros, Uberlândia, Belo Horizonte (UAT Gameleira), Sacramento, Almenara, Ituiutaba, Itabira, Lagoa da Prata e Ribeirão das Neves. Essas 12 unidades representam 11% do total das 105 unidades existente em Minas Gerais e realizaram um total de 227.579 atendimentos entre janeiro e outubro de 2016. O número representa 27% do total de atendimentos que foram realizados pelas 105 unidades do Sine no mesmo período, totalizando 839.367.

Ainda no ano de 2016, outras seis unidades estão no processo de recebimento do SGA: Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Cataguases, Ouro Branco, Pitangui e São Lourenço. Entre janeiro de outubro, foram realizados 68.680 atendimentos por essas unidades. A estimativa é que, até o final do ano, o sistema alcance uma cobertura de 35%.

“Para o próximo ano, uma nova onda de expansão desse projeto será definida. As unidades que estão sendo priorizadas são aquelas com maior quantitativos de atendimento localizadas em cidades polo ou sede de microterritório do estado”, explica Emanuel Marra. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm