Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Missão do Indi estreita relações comerciais entre Minas Gerais e China

minas_china

Missão feita pelo Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) à China, em conjunto com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), teve como resultado importantes avanços nas relações comercial e institucional entre o estado e aquele país. Foram feitas tratativas nas áreas da mineração, alimentos, infraestrutura, esportes, entre outras.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Durante 12 dias (7 a 18 de novembro) a comitiva passou pelas cidades de Beijing, Tianjin, Fuzhou, Shanghai, Hangzhou, Nanjing, Changzhou, Suzhou e Hong Kong, contemplando reuniões com grandes importadores de alimentos e empresas interessadas em investir no Brasil.

Do lado do comércio exterior, a missão atingiu os resultados pretendidos ao assegurar canais de entrada para produtos mineiros no mercado chinês, um dos mais dinâmicos da atualidade. Os destaques ficam para as negociações envolvendo a exportação de alimentos transformados e de serviços técnicos do futebol.

Do lado da atração de investimentos, a prospecção de empresas fabricantes de produtos não existentes em Minas Gerais, como fornecedores de equipamentos para a cadeia da energia solar, implicará a diversificação da estrutura industrial do estado, aumentando a competitividade da indústria mineira face a outras regiões.

Veja a seguir os principais eixos da missão.

Inovação em mineração
Atenta ao desenvolvimento sustentável, a comitiva do Indi encontrou-se com representantes da China Association of Circular Economy (CACE), em Beijing, para conhecer soluções de reaproveitamento de rejeitos de mineração.

Várias iniciativas têm sido conduzidas com sucesso na China, onde 25% dos rejeitos são transformados em materiais de construção, composição de asfaltos e peças de arte. Nos próximos meses, o Indi recepcionará representantes da associação, que virão a Minas Gerais compartilhar sua experiência.

Exportação de alimentos
Em encontros com dois grandes importadores de alimentos, o Indi assegurou um canal de entrada para alimentos e bebidas mineiros. Os representantes das empresas alimentícias manifestaram interesse em importar derivados lácteos, carnes e café mineiros nos próximos meses.

Com apoio do Exportaminas, programa estadual de promoção às exportações sob gestão do Indi, produtores mineiros que atenderem às especificações informadas pelos importadores chineses serão convidados a participar das próximas ações.

E-commerce
A comitiva do Indi assegurou uma porta de entrada para o mercado chinês via e-commerce, canal responsável por cerca de 30% de todo o varejo no país e avaliado em US$ 911 bilhões em 2016.

Em reunião com a principal plataforma de e-commerce da China, o Indi discutiu a inclusão de produtos mineiros de alto valor agregado, como moda e joias, além de alimentos diferenciados, para atender à crescente curiosidade e refinamento do consumidor chinês.

O Indi e a Fiemg estão desenvolvendo ações de incentivo junto a potenciais exportadores mineiros e membros do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE).

Cooperação na área esportiva
O Indi assinou acordo de cooperação com uma entidade esportiva chinesa para intercâmbio de atletas de base e treinadores de futebol. No âmbito desse acordo, os principais times de futebol mineiros negociarão a recepção de treinadores e atletas chineses de futebol em 2017.

Essa ação capitaneada pelo Indi visa a promover a exportação de serviços mineiros de alto valor agregado à China, aproveitando-se do crescente interesse chinês pelo futebol.

Novos investimentos
A comitiva manteve negociações com representantes de três empresas da cadeia de energia solar, visando à implantação de uma fábrica de componentes de painéis solares em Minas Gerais. Com isso, o estado, que já sedia importantes projetos de geração de energia solar, poderá, em breve, ter fornecedores de equipamentos para empresas mineiras que atuam no setor.

Irmandade
Durante a missão, o Indi abordou duas importantes cidades chinesas sobre a realização de acordos de irmandade com cidades mineiras. Esses acordos, inicialmente de natureza política, frequentemente implicam relevantes trocas comerciais.

Em Minas Gerais, Pouso Alegre, cidade irmã de Xuzhou, recebe o maior investimento produtivo chinês no Brasil, a fabricante de equipamentos para construção civil XCMG. Belo Horizonte e Contagem também mantêm acordos com Nanjing e Jiaxing, respectivamente.

Seminário de negócios
No ano em que Minas Gerais e a província chinesa de Jiangsu comemoram 20 anos da assinatura do acordo de irmandade, o Indi, em ação conjunta com a Fiemg, realizou seminário de negócios na capital de Jiangsu, Nanjing. O evento que contou com a participação de 27 convidados qualificados apontou demandas imediatas de importação de café, sucos e minérios de Minas Gerais.

Promoção em feira
Um dos principais resultados da missão foi a definição, pelo Indi e Fiemg, da montagem de um pavilhão de produtos mineiros na China Import Expo (CIE), em maio de 2017. A ação contará com o apoio do governo da província irmã de Minas Gerais – Jiangsu – e do Conselho Chinês para a Promoção do Comércio Internacional. O objetivo é promover as exportações de produtos estrangeiros ao mercado chinês. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm