Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Representantes do Mercosul e UE não devem fechar acordo ambicioso

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia, que está sendo negociado há 18 anos, terá mais uma rodada de tratativas entre 8 e 13 de julho. Para o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, o acordo não deve ser muito ambicioso e deve se parecer com outros pactos firmados pelos europeus recentemente.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“Vamos retomar a negociação técnica no próximo dia 8 [de jilho] esperando que a gente tenha condições de fechar um acordo que não seja muito ambicioso, mas que tenha uma ambição semelhante ao que a União Europeia fechou com o Canadá, com o Japão e com o México”.

Aloysio Nunes explicou que entrar em acordo com a União Europeia requer um consenso dos mais de 20 países do bloco, já que as decisões precisam ser unânimes entre os Estados-membros. “A União Europeia é um bicho politicamente esquisito. São muitos países. Há uma comissão que negocia com a gente, mas que, ao falar em nome de todos, ela tem que falar em nome de cada um”. Da parte do Mercosul, ele avalia que os interesses já foram “harmonizados”.

O ministro disse que o acordo voltou à pauta de negociação dos blocos depois que os Estados Unidos adotaram uma postura mais protecionista na presidência de Donald Trump, o que movimentou negociações do Mercosul com outros parceiros americanos, como o Canadá e México. O bloco sul-americano também está em negociação com a Coreia do Sul e deve iniciar as conversas com Singapura em breve.

Janela de oportunidade
O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, disse à imprensa que é preciso aproveitar a janela de oportunidade que está aberta até agosto, antes que o Brasil e países europeus se voltem para a pauta eleitoral.

“Penso que é importante que possamos avançar até o mês de agosto, porque temos outros eventos que poderão atrasar um pouco a lógica das negociações”, disse o ministro.

Segundo Marcos Jorge, a UE tem buscado adiantar o anúncio político dos seus acordos para que os técnicos continuem a escrever os termos nos meses seguintes. O processo teria ocorrido dessa forma com o Canadá, México e Japão.

O ministro acredita que, se o mesmo for feito no caso do Mercosul, será possível terminar o texto técnico do acordo até dezembro e votá-lo no Congresso Nacional na próxima legislatura, em 2019.

Ainda é preciso um consenso sobre questões como o transporte marítimo, a indústria automotiva e as regras de origem de produtos como o champanhe e variedades de queijos ligadas à regiões específicas.

“Não é especificamente esse ou aquele setor, mas no todo dos capítulos que se falta para fechar. Penso que o que estamos discutindo são margens. Tenho confiança de que é possível aprovarmos nessa janela de oportunidade”. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm