Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Marun diz que aprovação de crédito mostra vitalidade da base aliada

Antonio Cruz/Agência Brasil

Após o Congresso Nacional aprovar, na noite de quarta (2), o projeto de lei que libera crédito suplementar de R$ 1,16 bilhão para o Fundo de Garantia à Exportação, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o resultado é uma “demonstração de vitalidade” da base aliada do governo.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Nos últimos dias, o governo fez reuniões com líderes para mobilizar a base aliada em torno da aprovação do projeto ainda na quarta-feira. Com a votação marcada para o dia seguinte ao feriado do 1° de maio, Dia do Trabalho, a possibilidade de não haver suficiente era uma preocupação.

“Foi uma demonstração de vitalidade da base, uma vitória do bom senso e uma demonstração do senso de responsabilidade dos parlamentares que decidiram comparecer e votar pelo Brasil”, disse nesta quinta (3) Marun em entrevista a jornalistas.

Após muita discussão e troca de acusações entre governistas e oposicionistas, os deputados aprovaram a matéria com 216 votos favoráveis e 41 contra, além de seis abstenções.

Logo depois, os senadores autorizaram, em votação simbólica, a transferência dos recursos. O projeto de lei agora segue para sanção presidencial.

O crédito suplementar virá da anulação de outras dotações orçamentárias, como recursos próprios e do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), na rubrica Seguro-Desemprego.

Com a aprovação, o Tesouro brasileiro poderá arcar com as dívidas contraídas pela Venezuela e por Moçambique para contratar empreiteiras brasileiras no exterior.

Os dois países estão inadimplentes com instituições financeiras, e o governo brasileiro, como garantidor, tem até o dia 8 deste mês para honrar o pagamento.

Pautas prioritárias
Ao responder a um jornalista sobre pautas prioritárias do governo que estariam paradas no Congresso Nacional, Marun negou. “Nada está parado. Tudo está sendo discutido no sentido de que consigamos encontrar um ponto de consenso entre o pensamento das diversas correntes que compõem a base e o pensamento do governo para que possam ser aprovadas”. Ele destacou como prioridades o Cadastro Positivo, a reoneração da folha de pagamentos e a capitalização da Eletrobras.

Na avaliação de Marun, estão mais maduros para serem votados o Cadastro Positivo e a reoneração da folha de alguns setores.

Denúncia contra Maggi
Perguntado se a denúncia contra o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, traz constrangimento ao governo, Marun respondeu que Blairo Maggi é um “grande ministro”. “Ele está sendo alvo de uma denúncia em relação à qual temos absoluta convicção de que ele tem as condições de se defender e por fato eventualmente acontecido antes da sua participação no nosso governo”, disse o titular da Secretaria de Governo.

Ontem, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ofereceu denúncia por corrupção contra Blairo Maggi por participação em um esquema de venda de vagas no Tribunal de Contas de Mato Grosso em 2009, quando ele era governador do estado. Com Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm