Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Ocupação hoteleira no Rio registra média de 65% em julho


O final da Copa do Mundo e a alta do dólar elevaram o turismo doméstico na segunda quinzena de julho e, em consequência, a ocupação hoteleira nacional mostrou recuperação, atingindo média de 65% no país, segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih Nacional).

De acordo com o levantamento, houve aumento de turistas argentinos, uruguaios, chilenos, paraguaios e colombianos, principalmente no Rio de Janeiro. No território fluminense, os finais de semana de julho no interior, em especial na região serrana, vêm registrando taxa média de ocupação de 88% a 90%. Na capital, a expectativa é fechar o mês com 60% de ocupação, superando os 56,85% do ano passado.

O aumento da ocupação hoteleira aconteceu na maior parte das regiões do Brasil, comprova a pesquisa. “Na maioria, houve recuperação, apesar da Copa”, disse o presidente da Abih, Manoel Linhares.

No Ceará, a capital Fortaleza mostrou média em julho de 83%, em razão, principalmente, do Fortal, o carnaval fora de época. No ano passado, a ocupação foi da ordem de 82%. Na Bahia, a taxa superou 60% de ocupação, número superior aos 56,8% registrados no mesmo período de 2017.

Enquanto a ocupação dos hotéis alcançou 76% no Rio Grande do Norte, Alagoas vem mantendo a ocupação, com média de 72% em julho.

Já em Pernambuco, houve retração em relação ao ano passado. A taxa ficou em 60% na capital, contra 65% em 2017. Em Porto das Galinhas, destino de uma quantidade crescente de turistas a cada ano, a taxa foi de 80%, em julho, contra 87% em igual período do ano passado, devido à Copa do Mundo.

Expectativas
Na Região Sul, Santa Catarina também apresentou queda na ocupação na primeira quinzena de julho e tem expectativa de fechar o mês com taxa de 70%, inferior aos 82% de 2017. No Rio Grande do Sul, a capital teve ocupação de 57%, acima dos 51% registrados no mesmo mês do ano passado. Na serra gaúcha, a cidade de Gramado deve alcançar 85% de ocupação, um ponto percentual abaixo do mesmo mês em 2017.

No Paraná, a capital deve fechar o mês com 63%, enquanto Foz do Iguaçu tem expectativa de atingir média de 76%.

Em São Paulo, julho teve crescimento de ocupação no litoral e interior de 4% a 7% respectivamente, em relação a 2017. Na capital, houve expansão de 1% na ocupação durante o mês, uma vez que o período de férias reduz a hospedagem de negócios.

Divulgação
Manoel Linhares disse que para manter uma taxa de ocupação elevada, o Brasil precisa de divulgação. “O nosso gargalo é a divulgação. Os governos têm que investir em divulgação, infraestrutura e segurança. Se todo presidente, todo governador, todo prefeito, investisse na indústria do turismo, com certeza nós não estaríamos com esses milhões de desempregados de maneira nenhuma”.

O presidente da Abih Nacional disse ser vergonhoso que o Brasil tenha menos de 6 milhões de turistas, enquanto Cancun, no México, com apenas 32 quilômetros de praias, recebe 22 milhões de turistas. Com Agência Brasil

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm