Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Veja as dicas para curtir as viagens de férias sem descuidar da saúde

Com a chegada das férias, muita gente aproveita para viajar. Seja para fora do país, seja para aproveitar a diversidade das cidades brasileiras, o deslocamento de pessoas nos aeroportos e rodoviárias tende a aumentar muito nesse período do ano. Mas antes de arrumar as malas, o viajante precisa estar atento às exigências de vacinas para visitar alguns destinos.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Segundo o médico epidemiologista e referência técnica da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), José Geraldo Leite, é preciso estar atento a três categorias de vacinação: aquelas próprias do calendário nacional de imunização, aquelas que são exigências internacionais e aquelas vacinas que são necessárias devido a diferenças epidemiológicas entre países e entre os estados brasileiros.

“A imunização é uma das principais armas na prevenção e erradicação de doenças. Por isso, é necessário que o viajante mantenha o cartão de vacina atualizado. E que procure informações sobre as exigências para visitar alguns destinos internacionais. E mesmo dentro do Brasil, pode haver algumas recomendações especiais. É muito importante conferir e atualizar o cartão de vacinação e garantir a diversão com a saúde em dia”, aconselha Leite.

Viagens para o exterior
Para quem tem como destino outro país, José Geraldo Leite sugere que para saber quais vacinas o país de destino exige, os viajantes acessem ao link https://viajante.anvisa.gov.br/viajante/ e compareçam a um Centro de Orientação de Saúde do Viajante (CVO). Assim é possível descobrir, além das vacinas que são recomendadas, outras dicas importantes para manter a saúde mesmo estando longe de casa.

Os Centros de Orientação à Saúde do Viajante (COV) fazem parte de uma rede de atenção à saúde do viajante. Esses centros têm o objetivo de atender e orientar as pessoas que viajam a aderirem às práticas e cuidados com a saúde, e realizar a emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP).

O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP) é um documento exigido por alguns países do mundo como comprovante de que a vacinação está em dia. Para obter o certificado é necessário se vacinar e comparecer a um Centro de Orientação de Viajantes apresentando o cartão de vacinação devidamente preenchido com data da administração e lote da vacina, assinatura do agente de saúde responsável e identificação da unidade de saúde. É necessário também apresentar um documento de identidade com foto.

Alguns postos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), localizados em portos, aeroportos e fronteiras, funcionam também como COV, realizando a orientação ao viajante e a emissão do certificado.

Serviços privados de vacinação, quando credenciados na Anvisa, também podem funcionam como esses Centros de Orientação. Eles realizam a vacinação e emitem o certificado para viajantes vacinados no próprio estabelecimento. Nestes lugares, o viajante pagará pelo serviço de vacinação, porém a emissão do Certificado Internacional (CIVP) é gratuita.

Em Minas Gerais, existem quatro Centros de Orientação de Viajantes, dois deles públicos. O primeiro está localizado no Aeroporto de Confins (telefone 31 3689 -2009) e o segundo na Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (telefone 31 3246 – 5026). A lista completa dos centros está disponível no link https://viajante.anvisa.gov.br/viajante/hotsite/centros.pdf.

De malas prontas para o México, a funcionária pública Fernanda Rosa já conferiu as recomendações de saúde. Fernanda esteve em um dos COV em Belo Horizonte e descobriu que o México exige vacina contra a febre amarela.

“Para tirar minhas dúvidas sobre a viagem, fui ao Serviço de Atenção à Saúde do Viajante aqui de Belo Horizonte. Lá fui orientada que o país exige a vacinação contra a febre amarela. Como minha vacinação estava em dia, apresentei meu cartão e minha identidade e, imediatamente, emitiram meu Certificado Internacional”, conta Fernanda.

Dentro do país
Para quem fica aqui pelo Brasil, a regra geral, segundo José Geraldo Leite, é manter o cartão vacinal atualizado. Receber todas as vacinas do calendário básico de vacinação, para cada faixa etária, é muito importante.

Por exemplo, para um adulto a recomendação é que recebam vacinas contra febre amarela, tríplice viral, hepatite B e dT (difteria e tétano). Confira se seu cartão de vacina está atualizado no link http://www.saude.mg.gov.br/vacinacao.

Porém, como o Brasil é um país de proporções continentais, muitas vezes podem ocorrer diferenças epidemiológicas entre os estados que requerem cuidados especiais em relação à saúde.

Moradores do estado do Rio de Janeiro, por exemplo, que não se vacinaram contra febre amarela devem, quando em deslocamento por regiões endêmicas, se vacinar contra a doença pelo menos 10 dias antes da viagem, que é o tempo que a vacina leva para criar anticorpos e a pessoa ficar devidamente protegida. Quem tomou a vacina em algum momento da vida, não precisa de nova dose.

Se o destino for para regiões de turismo ecológico como cachoeiras, montanhas e rios também é preciso verificar se a área oferece risco de febre amarela silvestre. Nesse caso, também é importante vacinar antes da viagem.

A vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Nos estados da Bahia, Piauí, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina a vacinação não ocorre em todos os municípios. Confira AQUI as regiões com recomendação sobre vacinação contra febre amarela.

Neste ano, após a situação de surto da doença, o Ministério da Saúde determinou também a vacinação, de forma escalonada, da população do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Todas as pessoas que vivem nesses locais devem tomar uma dose da vacina ao longo da vida.

O Ministério da Saúde tem enviado doses extras da vacina contra a febre amarela aos estados que estão registrando casos suspeitos da doença, além de outros localizados na divisa com áreas que tenham notificado casos.

Para mais informações sobre a situação da febre amarela no país, acesse o link http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/febre-amarela.

Confira mais informações sobre a saúde do viajante no site http://www.saude.mg.gov.br/component/gmg/page/1649-viajante-saudavel-2017.

Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm