Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Estudantes da Fundação João Pinheiro percorrem o estado para assessorar gestões municipais

Divulgação/FJP

A terceira edição do Programa de Internato em Administração e Gestão Municipal (Prinagem) da Fundação João Pinheiro (FJP), programada para julho, irá enviar 35 alunos do curso de graduação em Administração Pública (Csap) a 13 cidades, localizadas em sete Territórios de Desenvolvimento de Minas Gerais.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Desta vez, o projeto, que já passou por sete prefeituras desde 2016, irá contemplar os municípios de Bom Despacho e Oliveira (Oeste); Capitólio (Sudoeste); Conselheiro Lafaiete (Vertentes); Itamarandiba (Alto Jequitinhonha); Itumirim (Sul); Machacalis (Mucuri); Rubelita (Norte); e Mateus Leme, Moeda, Nova Era, Nova União e Ribeirão das Neves (Metropolitano).

Estado brasileiro com maior número de municípios (853), segundo em quantidade de habitantes (20 milhões) e quarto em área territorial (586.522 km²), Minas Gerais é um retrato de diversidade cultural, econômica e social. Nas palavras de Guimarães Rosa, “Minas são muitas. Porém poucos são aqueles que conhecem as mil faces das Gerais”.

Buscando, então, compreender essas diferentes particularidades e contribuir para atenuar as desigualdades regionais, o Prinagem possibilita que os estudantes vivenciem a realidade de municípios que apresentam características bastante distintas e que coloquem em prática os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula.

“O desenvolvimento do Prinagem visa proporcionar aos discentes experiência de atuação juntos às administrações municipais, assessorando tecnicamente os municípios em áreas como planejamento, elaboração, gestão, monitoramento e avaliação de projetos”, explica o presidente da Fundação João Pinheiro, Roberto Nascimento.

“Com isso, poderão ser alcançados alguns dos objetivos específicos constantes do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI) e contemplados no Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), como promover e fomentar iniciativas de capacitação para os gestores municipais e aprimorar os canais de comunicação e da consolidação e compartilhamento de informações municipais”, completa Nascimento.

Desafios
Segundo o professor Ágnez de Lélis Saraiva, da Gerência de Extensão e Relações Institucionais da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro, a imersão municipal exige um extenso preparo, pois os estudantes precisam responder de forma criativa e rápida às demandas apresentadas pelos gestores municipais.

Neste sentido, os alunos selecionados participam durante todo o semestre de reuniões preparatórias, estudam minuciosamente as demandas encaminhadas pelas prefeituras e elaboram um diagnóstico da situação dos municípios.

“A partir das informações prévias que recebemos e dos dados pesquisados, conseguimos destacar os principais problemas e potencialidades locais para que eles cheguem ao Prinagem prontos para percorrer a distância que existe entre a teoria acadêmica e a realidade das administrações municipais”, esclarece Saraiva.

De acordo com a diretora Adjunta da Escola de Governo, Laura da Veiga, a excelência dos professores e pesquisadores da Escola de Governo da FJP e um projeto pedagógico contextualizado com os desafios da administração pública são fundamentais, mas também ganham destaque as iniciativas de extensão universitária, como o Prinagem.

Segundo ela, a participação no projeto de imersão como requisito para todos os alunos é uma inovação na formação de gestores públicos. “Por meio do Prinagem a Fundação João Pinheiro está propiciando ao serviço público estadual profissionais sensíveis às necessidades da sociedade mineira, sobretudo em se pensando toda a diversidade de territórios e demandas do Estado”, salienta Laura.

Parceria
Secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, também à frente da pasta de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo de Machacalis, Alexandre Amador de Souza comemora a parceria. “Para nós, receber os estudantes será uma experiência única. Esta região, especialmente nosso município, é muito carente de mão de obra capacitada”, observa.

“Acredito que esta parceria vá possibilitar um trabalho ímpar com os secretários e demais funcionários para que possamos atuar de forma mais técnica e buscar melhores resultados na prestação de serviços à nossa população”, afirma Souza.

As demandas de Bom Despacho são diferentes, mas a expectativa da secretária municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, Maria de Fátima Rodrigues, também é forte. “Estamos muito felizes com a oportunidade de receber os alunos da Fundação João Pinheiro. Temos muitas demandas no município e, neste momento, acredito que eles serão de extrema importância”, diz.

Maria de Fátima destaca a atuação dos discentes em três projetos: na estruturação da cooperativa de reciclagem, na elaboração do Plano Municipal de Saúde e na construção da Lei Orçamentária Anual (LOA) e do Plano Plurianual (PPA). “Conheço de perto o trabalho da instituição e tenho certeza de que teremos ótimos resultados”, avalia a secretária.

“Não tenho dúvidas de que, ao colaborar para o aprimoramento municipal, os discentes da Fundação João Pinheiro se verão diante de uma oportunidade única de contribuir para a melhoria dos serviços ofertados às comunidades locais e, portanto, de antecipar os resultados do investimento estadual na formação de gestores altamente qualificados”, conclui Roberto Nascimento. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm