Banner Águas de Pará de Minas   Banner Facebook

Tchau, Ramon!

Por Flávio Marcus da Silva

Sexta-feira à noite. Calor insuportável. Sozinho em casa, Ramon encheu uma taça de vinho branco e foi para a sala de televisão ver Plantão Médico. Tirou a roupa e jogou-a no chão. “Foda-se”, pensou, “amanhã eu junto isso e arrumo a bagunça toda”.

Pelado, deitou-se no sofá e abriu as pernas para refrescar, mas não adiantou. Ligou o ventilador e apontou-o na direção do seu saco. Ao sentir o arzinho frio refrescando suas bolas, Ramon suspirou aliviado. Ligou a TV. Desistiu de ver Plantão Médico porque o procedimento era uma cirurgia de hemorroida e Ramon tinha hemorroida, não queria ver aquilo de jeito nenhum.

Paro de escrever. Estou cansado do Ramon. Que cara chato! Acho que vou matá-lo. Hoje ele está bem. Sofreu muito. Teve depressão, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo… No sofrimento eu tinha assunto para ele, mas agora… Talvez um acidente de avião… Ou suicídio? Não. Ele está feliz, fazendo o que gosta, não tem motivos para se matar. De qualquer forma vou colocar um veneno bem forte nas mãos dele. Caso ele decida… Não. É um covardão.

Veja só. Pelado no sofá com medo de assistir a uma cirurgiazinha besta de hemorroida. Tomando vinho branco… Quem sabe um traficante entra em cena e dá cabo dele? Maconha? Cocaína? Não. Ramon só gosta mesmo é de vinho, e pouco. Uma vez fumou um baseado e passou mal, vomitou até as tripas. Tentou outra vez, teve um ataque de pânico. Ficou azul e vomitou de novo. Fora as alucinações, a febre… Detestou. “Nunca mais”, disse para si.

O que ele vai assistir? Filme? Seriado?… Foda-se. Qualquer coisa.

Estou cansado. Não consigo escrever. Janeiro chegou e nada mudou. Estou mais gordo, é claro, mas em dezembro eu já estava… Preciso de mudanças. Coisas boas.

Talvez Ramon mate alguém e vá preso. De quem ele não gosta? Uma lista negra de Ramon teria pelo menos dez nomes… Mas qual seria o primeiro? Seu ex-chefe, talvez. O senhor Blablabla (também conhecido como senhor Faça-uma-planilha-para-mim-com-todos-os-dados-que-você-achar-e-me-entregue-em-dois-dias-para-eu-poder-limpar-a-bunda-com-ela). Não. Não quero vê-lo preso.

Que calor! Minha barba cresce rápido. Hoje comecei uma dieta nova. Em seis meses não vou querer nem me olhar no espelho mais, de medo. Barba grande, rosto fino, barriga flácida, bunda chupada, 42 anos… Meu Deus! 42. Pois é. Não tem jeito. Descendo a serra. Com cuidado, para não despencar. Mas sem neura. Não precisa. Mais cedo ou mais tarde, PUF! Já era. Velório. Enterro. Esquecimento. Até juntarem meus ossos num canto para colocarem outro defunto lá dentro, como fizeram com meu bisavô. Como era mesmo o nome dele?…

Ramon dormiu na frente da televisão. Vou acordá-lo. Está passando um programa interessante sobre como adquirir medicamentos proibidos via Tijuana, México.  Pentobarbital… Anestésico para rinoceronte…  Interessante…

Acorde, Ramon! Veja só. Uma dose desse negócio aí e pronto, você já era. Sem dor. Dormir e não acordar…

Vou matá-lo.

Tchau, Ramon!

3 comentários

  1. Carmélia Cândida

    Duvido! (Não mate Ramom……)

  2. marcio guimaraes barbosa

    O Ramon tem suas crises, mas no fundo é um bom sujeito. Tão novo diriam, aparentemente tão velho. É assim mesmo. Às vezes precisamos fazer uma faxina mental de tantas coisas ruins com as quais nos alimentamos ao longo de nossas vidas. Além do corpo é claro. Mente sã, corpo são.

  3. Que pena ! Eu já tinha me afeiçoado a ele ! Mas posso viver sem ele , assim como o mundo pode viver sem nós ! Todos nós !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm