Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Leis brasileiras beneficiam maus pagadores e dificultam as coisas para quem precisa receber, diz economista


Na sexta-feira, 27 de abril, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmou o aumento do desemprego no país que atinge 13,7 milhões de brasileiros.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Estas pessoas enfrentam sérios problemas financeiros e dificuldades para sustentar as famílias. Apesar da pequena reação da economia, a situação continua delicada para a maioria.

Este ano haverá eleições para presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputado estadual. O processo praticamente paralisa o país, pois a classe política trabalha a busca por votos.

Enquanto isso a indústria, o comércio, a prestação de serviço e o agronegócio lutam para se manterem ativos. Os empresários são sobrecarregados com uma altíssima carga tributária e muitas outras responsabilidades.

Para dificultar ainda mais, muitos clientes compram produtos e contratam serviços e não pagam. O número de pessoas inadimplentes cresce a cada dia e os credores enfrentam muitas dificuldades para receber.

Um revés financeiro faz com que os consumidores tenham prioridades e cortem gastos. O brasileiro ainda não tem o hábito de planejar as finanças e acaba atolado em dívidas infindáveis.

Segundo o economista Eduardo de Almeida Leite, a legislação brasileira infelizmente beneficia os maus pagadores. Ele citou como exemplo a emissão de um cheque sem fundos e a prescrição da dívida em um prazo de cinco anos:


Eduardo de Almeida Leite
devedoreseduardoleite1

Outro fator que complica o recebimento de dívidas por parte das empresas é o costume de não se preocupar com os compromissos financeiros. Para cobrar esses valores é muito caro e os processos na Justiça são morosos:

Eduardo de Almeida Leite
devedoreseduardoleite2

A melhor forma de resolver problemas relacionados a dívidas é a renegociação. Em muitos casos existem os tribunais de mediação que ajudam as partes a chegarem a um acordo que é homologado pelo Poder Judiciário.

Em Pará de Minas a Associação Empresarial de Pará de Minas (ASCIPAM) inaugurou recentemente o Posto Avançado de Conciliação Extraprocessual (PACE), em parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm