Banner Águas de Pará de Minas   Prefeitura de Pará de Minas

Conselho Estadual de Política Agrícola representará Apicultura mineira

Divulgação/Seapa

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) iniciou os procedimentos para a criação da Câmara Técnica Setorial do Mel e Produtos das Abelhas. A proposta é que ela entre em funcionamento em abril deste ano e seja composta por 21 assentos, divididos entre as instituições do setor privado que atuam no segmento (50 por cento mais um) e o restante repartido entre as instituições do setor público.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Segundo o secretário de Agricultura Pedro Leitão, a instalação da câmara técnica é uma reivindicação antiga dos apicultores. “A câmara é o fórum legítimo e representativo do setor e tem a função de atuar como ouvidoria e, também, ser propositiva e deliberativa para a solução dos entraves que afetam a cadeia produtiva”, explica.

Atualmente, 16 câmaras técnicas e setoriais estão representadas no Conselho Estadual de Política Agrícola (Cepa) e operam no Sistema da Agricultura em Minas Gerais. São eles: cachaça de alambique; café; floricultura; fruticultura; grãos; olericultura; silvicultura; aquacultura; avicultura; bovinocultura de corte; bovinocultura de leite; equideocultura; ovino e caprinocultura; suinocultura; defesa agropecuária; seguro e crédito rural.

“As contribuições dos conselheiros do Cepa e das Câmaras Técnicas são de grande importância pois produzem demandas cruciais para a formulação de políticas públicas na agropecuária. Por isso, é fundamental que os representantes de todas as cadeias produtivas estejam presentes”, reforça o secretário Pedro Leitão, presidente do Cepa.

Fonte de renda
A produção de mel e derivados se apresenta como fonte alternativa de renda para os produtores de todas as regiões do estado. No Norte de Minas, devido aos problemas de chuvas irregulares e escassez hídrica, a apicultura, muitas vezes, se apresenta como a única fonte de renda para as famílias.

Segundo a Emater-MG, Minas Gerais produz aproximadamente 5,8 mil toneladas de mel por ano, com destaque para a Zona da Mata (1,2 mil toneladas/ano), Vale do Jequitinhonha (1 mil toneladas/ano) e Norte (804 toneladas/ano).

Um dos projetos da Secretaria de Agricultura para impulsionar a atividade é a compra e distribuição de kits de apicultura para associações a partir do ano que vem. Cada kit será formado por 20 colmeias, 20 quilos de cera, dois Equipamentos de Proteção Individual (EPI), dois fumegadores, dois formões e duas carretilhas.

O setor chega como atração na 58a Exposição Estadual Agropecuária, que será realizada no período de 22 a 27 de maio, no Parque da Gameleira (BH). “Pela primeira vez vamos trazer e montar na exposição estadual a infraestrutura para a retirada, processamento e colocação do mel em sachês. É uma maneira de aproximar a atividade do público urbano”, explica o secretário.

Durante a exposição, também será apresentada a diversificação da atividade, com a exposição de vários produtos derivados da apicultura (própolis, pólen, cera e geleia real), além dos vários tipos de mel produzidos a partir de floradas específicas. Com Agência Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

shop giày nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcm